Revista Virtual de Artes, com ênfase na pintura do século XIX

Últimas

Trio: Veneza

Rio San Trovaso, Venice - 1903 - Martin Rico y Ortega (spanish painter)

MARTIN RICO Y ORTEGA


The Grand Canal, Venice - Federico del Campo (peruvian painter)

FEDERICO DEL CAMPO


Brandeis_Antonietta_Piazza_St_Marco_Venice

ANTONIETTA BRANDEIS


Teisuke Kumassaka

autorretratoKumassakaTeisuke Kumassaka  (Fukushima, Japão, 25 de abril de 1901 – São Paulo, Brasil, 21 de dezembro de 1987)

Vindo ao Brasil em 1914, numa das primeiras levas de imigrantes japoneses, Kumassaka foi inicialmente para a região da Alta Paulista para trabalhar na lavoura, lá permanecendo cerca de seis meses. Logo depois foi para São Paulo e já em 1916 tomava aulas de desenho no Atelier Michelangelo (na rua do Carmo) e no Liceu de Artes e Ofícios. Em 1918, transferiu-se para o Rio de Janeiro onde, de 1923 a 1926, cursou pintura na Aliança Francesa com o professor e retratista francês Auguste Petit. Embora nessa época já houvesse eclodido o movimento modernista, com a Semana de Arte Moderna de 1922, Kumassaka sentiu-se mais influenciado pelos artistas acadêmicos, principalmente o paisagista pré-impressionista Antonio Parreiras e o neo-classico Bernardelli, que o impressionaram profundamente. Pintando porcelanas, copos, abajures, Kumassaka viaja pelo interior e, no ano de 1928  aporta em Lins. Nessa época ocorre um fato curioso: passando pela cidade observa um movimento desusado, banda de música, discursos, muita gente na rua. Senta-se numa calçada e retrata aquela cena num papel, com aquarela, sem saber o que estava acontecendo. Mais tarde fica sabendo que estava sendo comemorada a instalação da comarca de Lins, e hoje, essa aquarela de grande valor histórico (pois não existe qualquer fotografia daquela solenidade) pertence ao acervo da Câmara Municipal de Lins.


img005

Instalação da Comarca de Lins – SP – acervo da Câmara Municipal


Em Lins, Kumassaka aprende a fazer fotografias com um amigo, e em 1930, instala um estúdio de fotografia chamado Arte Foto Kumassaka, trabalhando como fotógrafo profissional até em 1970, quando se aposenta. Paralelamente à sua atividade de fotógrafo, pinta ativamente, dedicando-se mais aos retratos, sua especialidade. Sua técnica predominante é a pintura a óleo sobre tela, usando materiais como o crayon e o pastel. Foi professor de Manabu Mabe entre 1945 e 1947, além de Fukushima e Tamaki, em Lins.

LEIA MAIS:  KUMASSAKA


GALERIA TEISUKE KUMASSAKA

teisuke-kumassaka-vaso-de-flores-1960kumaFoto0264

BANDEIRANTES – PARANÁ


Ladeira da Memória - 1982 -Teisuke Kumassaka

LADEIRA DA MEMÓRIA – SÃO PAULO – SP


teisuke kumassakakuma2


PAINÉIS DO CLUBE LINENSE – LINS – SP

img007img006clube linense kuma


“Oh! Bendito o que semeia livros”…

23 de abril: Dia Internacional do Livro

Oh! Bendito o que semeia
Livros à mão cheia
E manda o povo pensar!
O livro, caindo n’alma
É germe – que faz a palma,
É chuva – que faz o mar!

Castro Alves


LEITORES (AS) – GALERIA 26

Just a Couple of Girls (1915). Harry Wilson Watrous (American, 1857-1940)

HARRY WILSON WATROUS


Claude-Monet_A_Woman_Reading_1872

CLAUDE MONET


Reading at the window- Harold Knight (British, 1874-1961)A Favourite Book- by - Delphin Enjolras

HAROLD KNIGHT                                                                           DELPHIN ENJOLRAS


14.young-woman-reading-alfred-stevensA Quiet Moment - Fernand Toussaint (belgian painter)

ALFRED STEVENS                                                                                FERNAND TOUSSAINT


Lesendes Mädchen (1896) by Anton Ebert (Austrian, 1845–1896)Mother and Daughter - George Goodwin Kilburne (English, 1839-1924)

ANTON EBERT                                                                                  GEORGE GOODWIN KILBURNE


"Um livro aberto é um cérebro que fala;
Fechado, um amigo que espera;
Esquecido, uma alma que perdoa;
Destruído, um coração que chora".
Voltaire

alice-in-wonderland-george-dunlop-leslie

GEORGE DUNLOP LESLIE


A leitura de um bom livro é um diálogo incessante: o livro fala e a alma responde.
André Maurois

A Quiet Read - Albert Lynchcharles-edward-perugini--girl-reading

ALBERT LYNCH                                                                            CHARLES EDWARD PERUGINI


O livro é um mudo que fala, um surdo que responde, um cego que guia, um morto que vive.
Pe. Antonio Vieira

daydreams by fritz-zuber-buhlerBremen_Johann_Georg_Meyer_von_Das_Lesende_Madchen (2)

FRITZ ZUBER-BUHLER                                                                  JOHANN GEORG MEYER VON BREMEN


Galeria: Carlton Alfred Smith

CARLTON ALFRED SMITH

(Londres, Inglaterra, 1853 – 1946)

Aquarelista e pintor de temas figurativos, principalmente cenas domésticas e românticas da vida familiar na época vitoriana e eduardiana. Estudou na "Slade School of Art", em Londres, tendo se tornado extremamente popular entre os colecionadores e editores de todo o mundo. Expôs na "Royal Academy" em 1879 e foi eleito RI em 1889. De 1916 a 1823, o artista viveu na Índia.
Suas obras podem ser encontradas no "Victoria and Albert Museum" em Londres, Sunderland e na Galeria Nacional de Melbourne, Austrália.

GALERIA CARLTON ALFRED SMITH

Carlton_Alfred_Smith_British_EventideCarlton_Alfred_Smith_British_Welford_on_AvonCarlton_Alfred_Smith_British_18531946_Outside_the_cottageCarlton Alfred Smith (English, 1853-1946)- Blowing Bubbles 1897blackberry picking_Carlton Alfred Smith, RI, RBA, ROI (British 1853-1946)in_the_garden-Carlton Alfred Smith (British, 1853 - 1946)Carlton Alfred Smith (English, 1853-1946)- In the Corner 1883Carlton Alfred Smith (British, 1853 - 1946)Carlton Alfred Smith- the love letter 1900fireside reflections-Carlton Alfred Smith

Um autor, duas obras: Alfred Augustus Glendening Snr.

Alfred Augustus Glendening Jr - Harvest Time1896_Fishing_near_the_Mill_Sussex_Alfred Glendening Sr

ALFRED AUGUSTUS GLENDENING SÊNIOR

(Greenwich, Inglaterra, cerca de 1840 – 1910)

Um autor, duas obras: Alfred Augustus Glendening Jr.

9.ALFRED AUGUSTUS GLENDENING8.ALFRED AUGUSTUS GLENDENING

ALFRED AUGUSTUS GLENDENING JUNIOR

(Inglaterra, 1861-1907)

Um autor, duas obras: Gustave Jean Jacquet

sport by Jacquet, Gustave Jean (French painter, 1846-1909)Gustave Jean Jacquet (1846-1909)_Good_News

GUSTAVE JEAN JACQUET

(Paris, França, 25 de maio 1846 – Paris, França, 1909)

Retratos de Mulher: Pinturas em porcelana

kpm-rkpm-28-5646c48084d0tp-porcelana-021kpm-berlim12.kpmKPM-Depois de Wilhelm Menzler (alemão, 1846-1926)p-porcelana-022

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 475 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: